Total de visualizações

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Comi a comida
Mas notei que a fome era outra
Eu também queria um cigarro e senti sede
Mas vi que era saudade
Era aquela vontade de ter o que não se possui
Era um desejo descontrolado
Uma nuvem intocável
E foi a maldita fumaça daquele cigarro que criou

Lara Lii
Arranca esses olhos covardes
Tira deles esse egoísmo coletivo
De pensar por si, que é só
Tira essa venda pintada de luz
Que tua solidão não ilumina a escuridão
Cor é soma
Mistura
E união
Um pincel seco não lhe serve pra nada
Nem esse teu vestido estampado de papelão

Lara Lii
"Homem ao mar!" - ela gritou
Referindo-se ao seu ex namorado
(aquele babaca), que tentou naufragar os seus sentidos.
Lara Lii
"Quanta bobagem!" - ela disse
Eu não me importo de perder você
Depois de você ter me perdido!
Lara Lii
Você reclama dos dias nublados
E não vê que o sol está sempre por de trás das nuvens
Eu sou a luz que entra pela sua janela
Sou o desenho interessante que ela forma ao entardecer
Abra logo essas cortinas 
Me assista anoitecer
Lara Lii
Foto: Lara Lii

Por vezes me calço e saio andando por ai vestindo o meu look favorito; o nada.
Lara Lii

As asas da liberdade encontram-se no âmago de uma alma perdida, que vaga sozinha e desconhece qualquer caminho.
Quem toca o vento com as mãos, se torna o enigma do furacão que a borboleta criou sem destino...
Lara Lii

terça-feira, 6 de setembro de 2016

sábado, 13 de agosto de 2016

quinta-feira, 23 de junho de 2016

O presente da vida.

Acordamos com toda aquela claridade nos olhos e desesperados por oxigênio. Despertamos de um sonho sonhado por outras duas pessoas e a única coisa que sentimos, é o amor que vem de tudo isso.
Somos o projeto mais bem sucedido que existe. Temos o DNA do universo. Fazemos vida. Somos a vida.
Depois, aprendemos a engatinhar e na verdade nunca deixamos de faze-lo. Somos uma constante em aprender cultivando sabedoria.
Somos os filhos, os pais, os irmãos, os tios, os avós, etc etc. Somos deuses. Estamos no controle.
Um dia, de repente, acordamos mais velhos. Nos olhamos no espelho e conseguimos ver o reflexo das marcas no rosto, de toda a trajetória seguida. Nos tornamos exemplo pra alguém que também dará a vida. Somos presente, passado e futuro. Somos tangentes.
O maior presente da vida, é a vida. Somos contínuos. Somos evolução...


Lara Lii

( Dedicado a minha tia, Arliety Teixeira. )
Sabe aquele momento da sua vida em que você beira um rio com os pés e procura ver o reflexo do seu rosto, mas ainda assim, só vê os pés?
Ou quando você sobe numa árvore bem alta e chegando no topo dela, se dá conta de que não consegue mais descer?
A porta do banheiro público sem fechadura, o tanque na reserva, sentar na janela do 3º andar pra fumar um cigarro, entrar num bar onde só há homens, os pés pra fora do cobertor, o silêncio ensurdecedor...
Eu poderia listar muitas coisas aqui, ou poderia falar sobre o medo. Mas talvez, eu tenha medo de falar sobre ele.

Lara Lii
(...) Aquilo foi perturbador. Tinha o peso da pena de um anjo.
O vento me ouvia, a noite ria de mim...
Me faltava um braço, a mão direita e
um pulmão bravo.
Foi como o choro da Cigarra. Fiquei feito um cigarro partido...

Lara Lii
(Saudades, dna Joana Dar'c).

terça-feira, 21 de junho de 2016

Meatropela
Ainda
Assim
Serei
Cada
Pedaço
Meu
                   
Lara Lii

sexta-feira, 10 de junho de 2016

Sou o quero ser
Nem mais, nem menos
Também faço o que quero fazer, agindo, logo penso
Pensar demais, enfraquece
Raiz fraca, não cresce
Não sou daqui, nem dali
E danço nas linhas tortas que a vida tem, sem medo de errar os passos
Não desejo mal a ninguém
Mas não desejo o bem para todo mundo
Não sou diferente de você, mas posso ser melhor do que sou
Não gosto de presentes, bastam-me as palavras
Aquelas que lavam, que torcem e distorcem, mas que fazem a diferença
Gosto da ventania, do que ela trás e do que pode levar
Pois sei saborear, o gosto que a saudade tem
A vida é um suspiro, o frio na barriga de um apaixonado
Um sussurro inesperado, o desejo de um abraço que não pôde ser dado
A vida, é aquilo que queremos que ela seja
Mesmo perdendo o controle
Nós temos a escolha, todo o tempo, de guia-la pra uma direção melhor
O segredo, é não viver em segredo
Sabedoria, é dividir.


Lara Lii

1+1=1

Estarei em tudo o que vê
Nas palavras não ditas, nos sorrisos soltos, nas horas lentas
O vento levará meu toque e transformará em riso
Diminuindo a distancia, potencializando os sentidos
Estarei em cada estrela, em cada lua, em cada você
Estarei nua, em tua nudez
Serei você.

Lara Lii
Não existem caminhos sem acidentes.
Não existem vidas, sem acidentes.
Não existem amores, sem acidentes.
Não existe absolutamente nada, por acidente.
Nada e tudo, são a mesma coisa. Nos levam ao mesmo lugar...
Nos carregam no colo, pra dentro de nós mesmos. Todavia, precisamos entender e respeitar o tempo do tempo. Pois sim, ele também tem o tempo dele. E por hora, devemos segui-lo. Andar no mesmo ritmo pra não desandar (...)


Lara Lii
Entre um passo e outro
Volto dois atrás
Não é que eu não tenha pressa
Já corri demais
Entre um copo e outro
Um beijo e outro
Entendo o efeito que faz
O que a mente quer
O corpo pede mais


*Inebriada
Andando com as mãos


Lara Lii
Fala, saudade!
Dá um alô pra ela
Diz que não ta fácil não
Meu tempo virou espera
Fim de uma conclusão
Conta que me perdi
Não entendi a intenção
Mas que eu sou dela, só dela
De corpo, alma e coração
Manda lembranças
Um cartão postal
E aquele beijo que joguei no ar
Avisa que fui sacana
Mas que por ela eu quis mudar
Conta o conto do andarilho
Aquele que podia voar
No azul do céu infinito
Mas com a amada quis ficar...


Lara Lii

Menina Bonita

Menina,

Venho lhe falar sobre a sorte
Ela tem nome
Porque dei
E percebi que existia, quando em ti encontrei
Já tinha ouvido falar por aí
Mas com certeza tinha outro nome
Não era esse daí
Sor-te: ter-os
Ter os seus sorrisos
Seus lampejos
Suas idéias
Que como um anjo chegou sorrindo
Do alto
Me causando a sensação de apnéia
E ao pousar fechou as asas
Se fez menina
Mas tão linda
Que o mar teve ciúmes
E se dividiu em rios, cachoeiras
Pôs-se a chorar
Pois não era tão lindo, quanto esses olhos
Universo particular
Então lhe digo, sem exagerar
Que sorte na verdade, deveria ter o teu nome
E um par de asas
Pra voar pelo mundo
E se multiplicar...

Lara Lii
Sabe aquele momento da sua vida em que você beira um rio com os pés e procura ver o reflexo do seu rosto, mas ainda assim, só vê os pés?
Ou quando você sobe numa árvore bem alta e chegando no topo dela, se dá conta de que não consegue mais descer?
A porta do banheiro público sem fechadura, o tanque na reserva, sentar na janela do 3º andar pra fumar um cigarro, entrar num bar onde só há homens, os pés pra fora do cobertor, o silêncio ensurdecedor...
Eu poderia listar muitas coisas aqui, ou poderia falar sobre o medo. Mas talvez, eu tenha medo de falar sobre ele...

Lara Lii

Saudade

Você sabe o que é saudade?

Vou explicar.

Saudade é quando queremos alguém
Que não podemos tocar
É quando o nome vira soluço
Mas a garganta quer gritar
É o gosto que vem com o cheiro
Só de lembrar
É a garganta seca
Querendo salivar
É a comida que não desce
E te faz engordar
É o medo que sai correndo
Com vontade de ficar
É a dança de despedida
Sem saber dançar
É um novo ponto de partida
Do mesmo lugar... 


Lara Lii

A lama do homem, é o homem.



Inóspito é o homem
E a lama que corre em suas veias
Poluída é sua mente
Reação em cadeia
O rio morto um dia foi doce
E nossas crianças também
Que deveriam segurar flores
Mas hoje matam dizendo 'amém'
A barbárie corre solta
Quando elas deveriam crescer
Pra que matar o outro e depois morrer?
Se a terra é nossa
Nossa pra colher
É tão nobre dividir com o outro e fortalecer
É tão benéfico amar o outro
Resplandecer
Mas o homem é fruto podre
Só pensa no poder
De uma pátria ignorante
Fardada pra retroceder 



Lara Lii

Ela (?)

Ela questiona se vivo em outro tempo paralelo a este. Diz não saber se sou real ou alguém que ela mesma criou...
Mas essa noite, o espaço-tempo foi o mesmo. Nos conectamos.
Estávamos ali, no campo de visão uma da outra.Trocando energia suficiente pra abastecer o tanque de uma nave espacial. Dava pra alimentar o buraco de minhoca por séculos(?). Estávamos anos luz à frente de tudo... Fomos capazes de unir todos os momentos de nossa existência, num centésimo de segundo. Descobrimos nesse lugar afinidades e encontros que a vida não proporcionou, mesmo quando estivemos por perto. Descobrimos nossos primeiros sorrisos, que por vezes, saíam dos olhos. Fomos e somos um acontecimento extraordinário, ao meu ver... Só me resta saber, se ela também existe.

Lara Lii

Não quero mazelas, algemas.
Quero um beijo de liberdade, seguido de um 'Até logo'...
Quero me prender a você, na idéia de apenas voltar amanhã. Sem planejamentos ou hora marcada.
Quero um abraço de despedida singelo, como se não fossemos fazer isso outra vez...
Quero um bom dia, ainda com os olhos fechados e sorrir colada na sua boca.
Não quero prender-te a mim, simplesmente. Quero que anseie o meu retorno e me guarde em suas lembranças, quando deitares só.
Quero renascer todos os dias uma nova mulher, pra você.
Quero ser minha.
Vamos viver.

Lara Lii

Foi assim:

Desci do taxi e esqueci a carteira dentro dele. Depois disso, quebrei o salto e torci o pé.
Dai fui procurar as chaves pra abrir a porta de casa e não encontrei. Pulei o muro, quebrei a janela... Deitei e vi tudo girar.
Não foi um sonho. Nem uma noite comum de sexta-feira. Foi você, entrando na minha vida.
Você, um carro em alta velocidade. E eu, a vespa esmagada no pára-brisa.
Impacto breve, de paralisia.
Mas eu ria. Encontrei fôlego, após um mergulho profundo em águas rasas com pessoas vazias.
Morte lenta. Que me iludia.

(...)



Lara Lii

Olá, adeus.

  • As flores que não lhe dei
    As músicas que não escrevi
    As cartas que não mandei
    O cigarro que não pedi

    A lua que não mostrei
    O corpo que não despi
    Os beijos que não dei
    Os erros que não cometi


  • São as horas que ganharei
    As dores que não vou sentir
    As faltas que não terei
    Nem as fases de insistir


  • Adeus eu lhe darei
    Sem nem me despedir
    Com palavras que não direi
    Te pedindo pra não ir

    Lara Lii

Girassol do Plexo Solar



Eu quase pude ver o vento que passava pela janela
Eu quase pude entender sobre linhas tênues entre busca, instabilidade e peças de um quebra-cabeça que precisam ser diferentes pra se completar
Eu quase pude te ver sorrindo, surpreendida com um pensamento meu
Eu quase pude ser você, sendo eu. Estando aqui, acolá
Eu quase estive aí, bebendo do seu copo
Você quase esteve aqui, me fazendo transbordar



Lara Lii

Planeta Terra

E não é que ele é raso, assim como um prato?

O problema desse mundo não é ele, sou eu.
Não é a falta de amor. É meu excesso dele.
Não é o egoismo passional. É a castração do oposto. É a minha sensiblidade errônea, estigmatizada pelo ser humano.
Não é a insatisfação capitalista e exuberante. É o valor que dou as coisas simples...
Fazendo por exemplo, um momento ruim, ser dilacerado pelo singelo sorriso de quem se importa comigo e me faz sorrir de volta.
Me tornando um ser terrestre diferente da grande massa, por valorizar tanto isso!
O problema do mundo, não é o mundo... São todas as pessoas que vivem nele.

Lara Lii

O Eremita



Ele vaga como um eremita. Pisa nos grãos quentes dos percalços da vida. Não mede esforços pra caminhar... Tem sede de vida.
Nas noites vazias de amor, cria miragens e imagina oasis de carinho. E usa as mãos pra beber cada gota daquela água, redemoinho.
A noite passa e o dia chega, trazendo a fome... Sabe-se lá do que se alimenta um homem, vazio e cheio de culpa.
Anda na esperança de largar o peso, voar. Pois enxerga que o mundo, não é o seu lugar.
O eremita é a sombra de todo homem, que não sabe amar.
É como um dia de sol e uma noite de luar... 



Lara Lii

  • Quando olho pros seus olhos
    Me vejo em reflexo
    Numa curva côncova
    No nexo de ser
    Sou ar
    Sou terra
    Os 70% de água em você
    Por um instante sou tudo
    E o nada que fazemos em silêncio
    Pois os olhares que trocamos
    São miragens em meus pensamentos
    Sem que abra a boca
    Te ouço falar:
    - Como se beira os pés no frio da água e os dedos no ar?
    Esse que nos une
    E corteja
    Os momentos raros da vida
    Pois somos esfera
    E precisão
    E sem precisar
    Apenas somos
    Por isso, meu bem
    Não me questione
    Apenas me beba
    E saboreie o ato de transbordar

    Lara Lii



Curtir

Um anjo de asas abertas
Vôo por cima de mim
Mal pude ver o seu rosto
Eram as luzes em carmim
Mas o sentia
Como uma onda que me invadia
E me fazia vibrar
Me fez constante
E questionar
A santidade daquele momento
Que tirava a minha inocência
E levava pra escuridão
De duvidar
Se aquilo era o sopro de um sonho
Ou amar
Rosto de vidro
Cabelo de flores
Com tons em pastel
Refletido no meu pote de doces
Feitos de papel
Eu podia ouvir o seu silêncio
Eu podia desaguar e me perder
Foi então, que desenhei um par de asas
E vesti pra seguir você

Lara Lii