Total de visualizações

sexta-feira, 10 de junho de 2016

Planeta Terra

E não é que ele é raso, assim como um prato?

O problema desse mundo não é ele, sou eu.
Não é a falta de amor. É meu excesso dele.
Não é o egoismo passional. É a castração do oposto. É a minha sensiblidade errônea, estigmatizada pelo ser humano.
Não é a insatisfação capitalista e exuberante. É o valor que dou as coisas simples...
Fazendo por exemplo, um momento ruim, ser dilacerado pelo singelo sorriso de quem se importa comigo e me faz sorrir de volta.
Me tornando um ser terrestre diferente da grande massa, por valorizar tanto isso!
O problema do mundo, não é o mundo... São todas as pessoas que vivem nele.

Lara Lii

Nenhum comentário:

Postar um comentário